Cursos para Olimpíada Brasileira de Robótica

Publicado em 26/04/2019
Por Caroline Aragaki, Jornal da USP
Fonte: https://jornal.usp.br/atualidades/cursos-de-robotica-da-usp-em-sao-carlos-capacitam-aluno-e-professor/

Até amanhã, dia 27 de abril, o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos oferece cursos de computação e robótica para professores das redes pública e particular. A ideia é capacitar professores para que eles possam preparar seus alunos para a Olimpíada Brasileira de Robótica, que será realizada a partir do mês de junho. Esta é a terceira edição do curso voltado para capacitação de professores. Desde a primeira edição, realizada em 2017, cerca de 180 deles já passaram pelo curso. A partir de maio, será a vez das crianças participarem de cursos de robótica na USP. O Jornal da USP no Ar entrevistou a professora Roseli Romero, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP e pesquisadora do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria.

A robótica está bem presente na sociedade e vem crescendo ainda mais: muitas cirurgias estão sendo feitas usando robôs, e é uma presença marcante nas indústrias também. Roseli conta a decisão de capacitar não apenas alunos da rede de ensino, mas também professores, porque, “se nós capacitarmos professores, os alunos podem ter um contato maior durante o ano todo em suas escolas e aí podem desenvolver mais conhecimento da área”.

Os cursos de robótica são oferecidos em três modalidades: o primeiro é direcionado para Pete, o segundo para Lego e o terceiro para tecnologia Arduíno. O ICMC também oferece cursos de programação com a linguagem C, básica para a área, porque trabalhar com robótica exige saber programar. “A gente tem visto que a robótica na região tem se desenvolvido bem, porque tem um número maior de participantes competidores da OBR”, afirma a professora. Ela acredita que a área acarreta um desenvolvimento muito grande para o aluno, que vai além da grade curricular. Promove “capacidade de trabalhar em equipe, enfrentar problemas, propor novas ideias; tudo que a gente espera de um jovem em formação”.